Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Louco.

Encadeado por caminhos sem regresso. Nas vozes que avivam a rapidez com que constato. É para sempre que vaguearei.

Não pensando em regressar. Nunca sonhando com a solene suavidade do teu beijo. Apenas os teus braços me animam. Me interessam.

O caminho feito de mãos no pó. Na horizontalidade macaca. Quis erguer-me, para poder sonhar-te alto. Arrancaste-me ao solo. Em garras que sangram, marcando-me como teu. Ouviste a minha voz. O meu chorar rasgou-te a alma. A minha loucura fez-te tão imensa! Tão montanhosa!

 

Estranhas que me afaste deste mundo?

Quando só tu me vês. Só tu danças nua, em volta da fogueira que ateei. E quando apenas tu me cobres as feridas sangrentas, com as lágrimas da tua incerteza.

Posso ir buscar uma noite, trocando-a pelo teu ardor. Posso sentir na tua pele a redenção que há tanto tempo procuro. E chega-me. Nada mais quero. Nada mais me atrevo a pedir-te. Apenas o teu olhar e luz na minha escuridão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:







topo | Blogs

Layout - Gaffe