Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Agente do meu próprio tormento ..

 

Por vezes a dôr representa  tudo o que realmente tenho. E tantas e tantas vezes até é bom. Chega a ser uma boa dôr ... o abuso dado e recebido. Tudo o que alguma vez perdi e nunca recuperei. Querem perceber? Talvez seja melhor que se sentem e sosseguem. Melhor ainda, se acenderem esse cigarro que tanto anseiam. Ou assoprem naquele charro, ópio para a transcêndencia mental. Porta aberta para a libertação. Sei disso tudo, mas eu prefiro meia garrafa de jack Daniels, enquanto vejo como é importante a dôr que se esfumaça bem em frente dos meus olhos.

 

E não estou a fazer sentido? E por acaso, alguma coisa faz sentido nesta existência?

Sinto-me vivo. Isso devia ser o suficiente. Mesmo que já tenha perdido toda a inocência de outros anos. Que a aparente tranquilidade seja isso mesmo: ficar submisso e não ceder ao pecado da mudança. 

 

Mais vale agarrar esta verdade. O meu coração ainda bate. Enquanto esvazio mais um copo, recordo como é ridículo brindar à vida. Como, perante tamanho fracasso, ainda é possivel respirar.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De catarina szelsky a 30.06.2013 às 02:01

O facto de nós sentirmos a dor representa a única certeza de que afinal estamos vivos, embora nós saibamos que estamos mortos há muito tempo. A sensação de dor arrancam-nos desse estado de dormência mental onde estamos tão embrenhados.

Comentar post







topo | Blogs

Layout - Gaffe