Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Gostaria de lembrar que não existem realidades palpáveis de felicidade e honesta realização.

Recordo que tapamos com uma capa de ouro viçoso, alegando compreenção e tolerância, um dia-a-dia banal e sintomático. Em pequenas doses letais, envenenamos a nossa miserável vida.

O meu egoísmo representa um sistema de entrega pessoal. Para tantos, sou um elemento que não merece respirar. São incapazes de perceber como subsisto sem a sua ajuda, como pude chegar onde cheguei e porque me atrevo a ansiar pelo que anseio.

Para quem afirma, estóicamente batendo no peito, que o ódio não leva a bons caminhos, eu sou uma prova contrária. Deveríamos oferecer menos flores de paz e deixar mais vezes fluir a raiva. Sei que seríamos bem mais felizes.

 

A mente não funciona por padrões impostos. Eu não sou um boneco a quem se ensina a amar perdoando. Porque não espero o perdão da maioria. Apenas a quem devo um pedido para perdoar.

Uma vez mais, eu nunca funcionei em conjunto. Nada do que tenho se assemelha ao muito que vejo e ao valor que muitos dão ao que possuem.

O que considero valioso guardo-o para mim. O resto, o lixo e a demasia, deixo-o para quem dele se alimenta.

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Imagem de perfil

De catarina szelsky a 03.07.2013 às 15:37

muito obrigada por tudo, a sério. Eu prometo que volto dia 17, eu vou escrever e posto no mesmo dia. Mas agora é me impossível eu canalizar todo o meu pensamento para o blog porque quer queira quer não eu preciso da escola para poder ser quem eu quero ser e atingir os meus objetivos. É tão difícil que dois exames podem ditar toda a nossa vida mas é preciso lutar para ganhar os frutos .
Beijinhos
Sem imagem de perfil

De Autumn a 04.07.2013 às 15:04

obrigada! aproveito para dizer que eu sou daqueles seguidores que são quase como um fantastma porque eu sigo, leio, absorvo aquilo que leio, mas raramente comento por falta de palavras.
Sem imagem de perfil

De Autumn a 05.07.2013 às 18:16

vou ser completamente honesta contigo; demorei uma catrafada de tempo a responder porque, primeiro, já não estou habituada a pessoas a fazerem comentários construtivos ao meu blog (já agora, agradeço de novo) e segundo, este último post foi tão escrito às três pancadas, à primeira tentativa que estou seriamente surpreendida com a quantidade de feedback positivo que tem recebido e ainda me estou a habituar à ideia de que as pessoas gostaram dele.
a mesma situação aplica-se à tua pessoa, és sempre bem vindo, nem que seja para dizer um 'olá' ou simplesmente achar que fiz alguma coisa mal e expores a situação, estás a vontade.

Comentar post







topo | Blogs

Layout - Gaffe