Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Oiço muitas vezes falar em "amor incondicional". Falam e escrevem poetas e prosadores. Aquele acto de amar sem condições. Onde não exista qualquer mácula. Sem maldade, dizem-me.

Lamento tanto! Quando oiço sobre este "amor incondicional". Verdadeiro e sincero. Porque, simplesmente, ele não existe!

Está no nosso ADN e no das outras espécies. O amar incondicional é uma ilusão que nós inventamos, para mascarar a realidade. E diga-se, somos peritos em mascara-la. A realidade.

Ninguém ama sem querer retorno. Ninguém! Esqueçam as prosas e os poemas. É a nossa marca própria.

Eu amo. Sim. Mas quero algo em retorno. Entrego-me e quero que aquela pessoa se sinta bem. Quero que ela seja respeitada e que me ame. Também. E porquê? Porque também quero retorno. Também quero ser amado. Acima de tudo, sentir-me bem.

Assim, os que dizem que amam incondicionalmente, mesmo que não tenham resposta física (num beijo, numa carícia ...), retiram a satsifação de exprimir o que sentem. O prazer de uma palavra e de um pensamento. Nunca se ama sem condições.

Uma das formas deste suposto amor passa pela caridade. Temos os que se dizem caridosos. Por virtudes religiosas, pelo dinheiro, pelo facto de ser voluntário... a lista não finda. Mas mesmo que nada recebam, pelos menos vísivel, é no final do dia que assumem a verdadeira face deste amor. O da gratificação em si. O elemento interior de auto-satisfação. Eu sou caridoso incondicional ergo sou bom. Sei que os outros me amam. Que precisam de mim. Snto-me útil. Percebem a ligação? Nada se dá sem querer algo. Nem que seja pela auto satisfação.

Mas que não se julgue que tenho algo contra. Claro que não! Porque é a nossa natureza. Somos todos assim.

Por muito que se ame, nunca se julgue que esse gostar é incondicional. E por haver quem o imagine é que se continua a sofrer  por amor. Mais vale assumir, desde logo: Eu amo-te. Adoro-te e quero-te! Mas tens a obrigação de me corresponder. Tens a obrigação de me respeitar. E para isso, tens de estar em  sintonia comigo.

Amar incondicionalmente, se existe, é pura humilhação. É submissão e decadência mental. Mesmo no amor religioso, esse ditoso de caridade para com os outros, essa estranha mania de dar a outra face. Mesmo assim, para sermos amados por um deus, temos de lhe agradar. Mesmo que violente a nossa alma. Mesmo que para isso, tenhamos de sacrficar os nossos filhos. Ou matar quem não aceita este nosso deus. E este nosso amor. Por isso fazemos guerra. Pela fé. Mesmo sem sabermos se somos correspondidos. Tiramos a satisfação da ilusão.

Amamos os nossos filhos. Claro. Mas não incondicionalmente. Estamos aqui para os proteger. Eu daria a minha vida por eles. Mas por que eles são a nossa continuidade. Porque olhamos para os seus rostos, e somos nós quem ali se apresenta. Queremos que cresçam. E que nos deêm um sorriso. Que nos respeitem . Que tenham o que nunca tivemos. Nada disto é de facto incondicional. Nada disto é puro. Ou casto.

Amor casto? Pura ilusão. Puro desiquilibrio pessoal.

Amamos e queremos algo de volta. O contrário não é amor. É mascarar uma realidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:





Arquivo

  1. 2018
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2017
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2016
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2015
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2014
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2013
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2012
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ
  92. 2011
  93. JAN
  94. FEV
  95. MAR
  96. ABR
  97. MAI
  98. JUN
  99. JUL
  100. AGO
  101. SET
  102. OUT
  103. NOV
  104. DEZ


topo | Blogs

Layout - Gaffe