Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Em mim reside uma estranha vontade. Caminhar sem destino. Perdido em pensamentos. Sonhar acordado. Não escolho o que pensar ( será isso possivel?). Apenas, Sou. Pouco me interessa já, o que penso. Apenas as conclusões que disso posso tirar. Aprender. Libertar-me.

Mesmo afogado num mar de gente. Consigo estar só. Anos de treino, dirão. Autismo. Não. Desilusão. Conheço quem me disse uma vez ( e essa pessoa, maldição(!), quase sempre tem razão) que na minha alma existe um espaço minúsculo onde só cabe um pequeno número de pessoas. Se isso é de facto possivel, este será o meu caso. Não escolhi ser assim. Observei e adaptei-me. Nunca serei ovelha de rebanho. Amo o individualismo. Mas não o egoísta. O egocêntrico. Longe disso. Quando me entrego, faço-o sem reservas. Apenas raramente o faço.

Aos que se afastaram desta noção, de estarem em harmonia com a sua individualidade, assiste-lhes o grupo. A segurança dos números. O calor do círculo e a sua protecção. Mas quando se afastam dele, seguem para a "escuridão", são patéticos. Pobres almas. Forjadas em segurança. E agora?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:







topo | Blogs

Layout - Gaffe