Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

se fosse possivel, apenas me quedaria aqui

junto a esta fonte de pedra, de onde já não brota água

onde se encontra agora, o pó do tempo

esse melancólico pai, imprudente com os que dele precisam

inglório para os que dele se tentam afastar

 

talvez estejamos vivos para isto,

para desaparecer nos dias, morrer sem respostas

talvez seja isso,

desvirtuar a nossa alma, ao ponto de ebulição

ferir os outros, além de nós

 

no vazio interior, só penso onde me esconder

recolher os pedaços desfeitos, pedir ao vento

que deles tome norte, lhes dê caminho

enquanto aqui me detenho, desfeito em noites

noites onde murmura a tua alma, voz de mil ciprestes

 

não há amor que assim seja,

para a minha luz, sei que não há amor assim

nesta fonte, brota agora a escuridão, suave carpir

em desdentada graça, a minha graça

sorriso arguto, o teu

possa agora, eu dormir

... por fim, descansar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:







topo | Blogs

Layout - Gaffe