Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 

Eu sei que Asgard espera. Que brilha. Por entre os dias claros de fadiga. Nas noites de saudade distante. Sei que aguarda. Nas canções escutadas ao raiar da aurora. No brilho da chama que aquece em noites de nevão. Vive. Nos ruídos nocturnos das marés geladas que não trazem outras noticias que não sejam as que o teu segredar já me revelou.

 

Assim cresce a falta. Sempre corrompida pela distância. Por  Asgard brilham os meus olhos. Assim cubra a tinta o meu rosto que se envergonha deste mundo. Eu não pertenço a esta era. Estou de passagem, apenas necessária para que nos encontremos e assim seguir viagem juntos.

 

E não existe deus que possa demover-me. Já que tudo se encerra em ti. Toda esta espera antecipando a partida. A fome do teu beijo e riso alegre. Os braços que me sustentam perante a queda anunciada. Sei que Asgard espera. Senão, como poderia a tua voz ser tamanho bálsamo? Mas não quero iludir-me. Por muito que assim tentes, quero que a morte chegue primeiro à minha porta. Quero entrar antes de ti pelos portões sagrados. E esperar a tua vinda.

 

Compreendi porque deixei todos os outros para trás. Aceitei os sacrifícios que faço e que todos os dias me assassinam mais um pouco. Que deixei crescer o meu egoísmo ao extremo de atravessar todos os que me afastam do teu toque. Não interessam. Porque não existe em mim espaço para mais nada nem ninguém.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De alma a 02.09.2016 às 23:25

Os teus textos tocam-me profundamente.
Preciso de os ler e reler... porque a tua escrita é bela..." na noites de saudade, no raiar da aurora"...
Há sempre uma referência ao ambiente que te cerca... quando escreves. Os tua escrita possui um cunho tão pessoal.
Abraço cordial.
Saúde.
Imagem de perfil

De Rii* a 07.09.2016 às 17:08

obrigada pelo teu comentário e posso dizer o mesmo de ti, a maneira como escreves é tudo aquilo que penso e não digo.
desculpa, eu sei que não comento muito os teus posts mas eles muito significado para mim
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.12.2016 às 18:07

Boa tarde
Já pensei como você, " partir antes..."; era até uma dor física, a que sentia, quando pensava que podia partir depois....
Hoje não penso. Deixei de pensar. Há fases do caminho, em que não pensar, é o único sentido possível...
Este texto é muito intenso. Parabéns!

Comentar post







topo | Blogs

Layout - Gaffe