Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 Tem sido uma pergunta frequente vinda de algumas pessoas. Tenho amigos? Ou então, o que é para mim um amigo?

 

Pessoalmente, posso afirmar com segurança que aqueles que considero como amigos, digo, verdadeiros amigos podem perfeitamente formar os dedos de um punho cerrado. Poucos. Escassos e genuinamente leais e verdadeiros. Existe uma miríade de razões para este número ser curto e mesmo assim vastamente superior ao que uma criatura como eu poderia esperar.

 

Somos diferentes em relação a este elemento dito amigo. Não me interessa ressalvar que cada um acha o que quer sobre o que é e como deve ser um amigo. Sendo pessoal e subjetivo, cada um encara a amizade como entende. Sejam os mais gregários sejam os mais solitários. É diferente e pouco interessa, mas parece ser notório o incómodo e a necessidade do porquê. 

 

Essencialmente o amigo para o ser não quebra em absoluto uma promessa! Se prometeu, cumpre. Mesmo que para isso tenha de me magoar com a verdade. Conhece-me e por isso sabe. É esta capacidade que ampara e guia quando os caminhos se tornam escarpas e estar só não ajuda. Sacrificam muito do que é seu por mim. Acreditam e lutam comigo.

 

Este amigo desperta o meu mais profundo egoísmo. Uma vontade extrema de o proteger e também estar presente nos seus piores e melhores momentos. Sou egoísta a este extremo. Não olhar para mais nada a não ser na sua direção. E se tiver de passar por cima de outros assim o farei. Já o fiz várias vezes. Os outros odeiam-me. Mas o que interessam?

 

Reside nesta raridade todo o propósito do que é ter amigos e ser amigo. Para mim, especialmente, é muito difícil porque sou um cínico descrente por natureza. Mas este privilégio é meu. Porque se me foi oferecido espelha os meus sacrifícios para com esta raridade preciosa.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Imagem de perfil

De Gaffe a 06.11.2016 às 00:18

Ah! Eu tenho um.
Descrevo-o tão bem!
Imagem de perfil

De Fleuma a 06.11.2016 às 22:21

Nesse caso é precioso. Estes são os que realmente importam. Todos os outros são dispensáveis.
Sem imagem de perfil

De alma a 06.11.2016 às 01:43

Quem te tiver como amigo tem algo raro e precioso. As pessoas de quem és amigo sabem que contam contigo.
A tua definição de amizade é das mais belas que tenho visto escritas por aqui.
E não preciso de te conhecer para sentir... para mim és um amigo. A ti venho em silêncio beber as tuas palavras, a força que delas advêm. É aqui que me reencontro comigo, tantas vezes.
E ser amiga é dizer-te que nem sempre fiz o mesmo contigo. Há uma promessa não cumprida (um comentário) e isso tem que ser escrito, porque os amigos erram, falham, mas estão sempre a teu lado.
Imagem de perfil

De Fleuma a 06.11.2016 às 22:24

Nada a dizer a não ser agradecer a tua gentileza. Por vezes é melhor sentir a gentileza do que ouvir promessas.

Agradeço.

Comentar post







topo | Blogs

Layout - Gaffe