Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cada noite passada contigo justifica a minha necessidade de solidão. Justifica que me afaste de todas as outras criaturas e permaneça apenas contigo e por ti. É quase uma pulsão para devorar a minha carne e não ficar louco. Maníaco. Porque nada do que me fazes justifica esta solidão. Antes conspira para engolir este quarto. Sem remorsos ou justificações. Retorno do fundo do poço enquanto vejo as folhas secas que se arrastam na superfície, enquanto adormeço uma e outra vez. E em cada toque teu eu procuro desesperadamente algo que me possa mutilar porque só assim consigo compensar a nossa distância tão tragicamente cósmica. Apenas desta maneira consigo que a dor se torne igualmente cruel. Talvez até consiga preencher o vazio que fica e sempre me corrói. Noites em que duas vidas se fundem e me fazem descobrir o quanto estranho sou à minha própria carne. Onde não existe um lar ou uma chama que me abrigue da tua partida.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Rii* a 28.01.2016 às 13:36

obrigada pelas tua palavras....
eu também me revejo nos textos que escreves, pois todos nós temos uma parte sombria e cheia dor.
obrigada

Comentar post







topo | Blogs

Layout - Gaffe