Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A personalidade desbotada engendra teorias para o seu próprio divertimento. Para que possa viver e suscitar alguma emoção aos dias em que absorta em si mesma chega a negras conclusões. Duras e implacáveis certezas de apagamento. Realidades postas em perspetiva que ferem a personalidade já de si moribunda. Mas persiste! E insiste em tentar mais um fôlego, nem que seja pela esperança ilusória. Porque nada será o que quer que seja. Lamenta-se por isso.

 

A personalidade desbotada, rigorosamente castrada de outra coisa que não  apenas ir vivendo os dias em atenta espera, congemina teorias de conspiração. Nem que seja pelo mero facto de assim, só desta maneira, conseguir sentir um ar de vida pessoal. Bandos sagazes de conspiradores, qual corte infernal do grande Azazel, trabalham dia e noite  se calhar mais à noite, que os demónios odeiam a luz dos dias que iluminam a sua beatitude , conspirando, dançando em orgias à volta de um fogo monstro e roendo intrigas e ódios contra a sua santa, embora desbotada, pessoa.

 

Creio que Azazel não se preocupa com as teorias mundanas de conspiração. Principalmente quando anseia destronar o pai criador. Porque a desbotada é pequena. Do tamanho microscópico, não deveria preocupar sua alteza infernal. Mas fala-se de algo semelhante a um culto. Bando de vorazes anjos caídos que apenas deseja a queda aos infernos da personalidade desbotada.

 

Tudo conspira na sombra. Tudo! Contra si. E porque será, se nunca maculou uma erva que seja? Se jamais atacou quem quer que fosse! Se em toda a sua miserável existência apenas pretendeu dar amor sem esperar retribuição. Onde está a justiça da providência que castigue severamente tamanhas ofensas dirigidas contra quem nada, mesmo nada fez para merecer isto? 

 

E espera. Antecipa. Deseja ardentemente a danação de todos. Muito embora no seu intimo distorcido pelas chagas de decisões, atitudes e pensamentos errados que a transformaram numa mártir de absurda e incompetente estupidez, saiba que toda esta teoria é apenas mentora de sobrevivência. Quando deixarem de lhe dar um pouco de atenção, morrerá. Como merece. Seca e imprestável. Longe da gorda difamadora que existe agora no seu poleiro.

 

A personalidade desbotada clama por respeito. Acção que não nutre pelos outros. Imagina uma luta descomunal, sentindo-se pequena num mundo de gigantes. Mas realmente? Está só não por orgulho e vigor. Por crença. Está apenas só porque é uma criatura de hábitos previsível e incapaz de gerar algo inteligente. Por isso recebe ódio e abnegado desprezo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Bruno a 22.11.2016 às 20:33

Já o tenho dito e insisto: és lindo! Adoro as tuas palavras, o modo como a desferes, sem medos. Certeiras e quase cirúrgicas.

Um abraço apertado
Imagem de perfil

De Fleuma a 23.11.2016 às 16:12

Reconheço: tem sido divertido.

Saúde,

Comentar post







topo | Blogs

Layout - Gaffe