Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O relógio nada me diz. Não me leva a lado nenhum. Nenhum. Não existe nada mais do que o agora e as mudanças de humor da noite. E eu sento-me à mesa sózinho a fumar e a beber café. Em escuta. A sobreviver. Não deveria estar aqui ou em qualquer outro local. Eu nem sequer deveria estar a respirar ou a ocupar espaço. Este momento não deveria ser meu ou qualquer outro minuto de tempo. Creio que esta oportunidade de vida não me deveria ter sido concedida, esfregada na minha cara. Não a mereço, não mereço nada e no entanto aqui estou. E no entanto é minha. Um momento, uma oportunidade aqui junto a mim. Em frente a mim. O meu coração bate mesmo com estas paredes caladas e pálidas. Eu estou a sobreviver.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)







topo | Blogs

Layout - Gaffe