Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



" E o fogo primordial? ..."

 

É algo que se nota em tudo o que me rodeia. Estranhamente, tenho tendência para ficar apático há constatação de um facto insofismável: demasiada gente parece ter esquecido esse fogo. Não vou reflectir sobre a forma como uma imensa maioria decidiu abafar esse sentimento, trocando-o por coisas absurdas e sem fundamento. Não me interessa  e nem quero saber. Mas o que mais me custa e o que mais me consome é que a geração que me precedeu,a dos nossos pais, foi a maior culpada por esta perda de fogo primordial. Por esta incapacidade de prosseguir com os sonhos, por mais desfasados que sejam. De alguma forma, resolveram dedicar uma vida inteira a lutar para possuir uma casa. Escravizaram uma mísera possibilidade de liberdade por casamentos e por obrigações para com filhos que deviam ser criados a qualquer preço. Mesmo que tenha significado o sufoco de um certo fogo que nunca chegou a arder. Dirás que estou a ser, uma vez mais, demasiado cínico e frio. Mas o que realmente importa é o facto de que os nossos pais, a geração anterior, fez mais do que ver-nos crescer. Obrigou a que muitos tivessem os mesmos sonhos, iguais aos seus. E eis-nos nesta era moderna! Incapazes de passar além do facebook, do portátil ou do telemóvel. Assumir a responsabilidade por sonhar e lutar por isso é uma inspiração que poucos têm. Triste, mas verdade. Sempre lutei por este fogo. Não porque seja um qualquer iluminado. Não porque não tenha os mesmos defeitos dos outros. Mas porque sempre pensei que esse não seria o meu caminho. Não é algo que se possa falar ou exprimir por palavras solenes. Antes se trata de um sentimento opressivo. Não caminhar, falar ou ansiar como tantos outros. Olha, este fogo primordial é mais do que qualquer outra coisa passível de ser explicada. Reconheço-o como aquela mistura de pó das estrelas e de sujidade que todos temos. E basta olhar para as pessoas, para a forma como falam e para os sonhos que transmitem para perceber que não existe fogo primordial. Apenas vazio e eco. Infelizmente, também será isso que irão transmitir à próxima geração.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Rii* a 28.04.2015 às 19:12

mas o meu pote de mel não está cheio assim como não fogo na minha fogueira....
obrigada

Comentar post







topo | Blogs

Layout - Gaffe