Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



... E não me interessa viver pelas luzes. Não quero tracejar no teu céu nem no meu, as constelações que guiam os navios perdidos na noite.

Só me interessa estar perdido. Observar-me perdido por horas a fio. Por dias e por meses. Até por muitos anos - tantos quantos viva.

Depois, que mais poderei dizer? Que sou louco por coisas e pessoas perdidas e fora do seu tempo. Pessoas esquecidas pelo tempo e por tudo o resto. Que apesar de todo o carinho por elas sentido, apesar de toda a luz nelas focada, sempre arranjam maneira de se esfumarem e tornarem sombras aos olhos de todos. Conseguem desvanecer-se da vista e passar despercebidas aos beijos e ás palavras de afecto.

 

Anticipar a gentileza nos olhos, que me permita sonhar que mesmo estando errado, alguém precisa de mim. Por mim e como sou. Que grite alto e bem alto, "chega!". Que repita até ao cansaço, "chega, ouviste? Basta!". A alma ficará cheia, a nossa idade será grandiosa e repleta de certeza. Anticipar o riso que se foi embora. Morrer em paz.

Autoria e outros dados (tags, etc)







topo | Blogs

Layout - Gaffe