Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 Hate engine,

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

" To rub salt into the heavens wounds


and spit in the face of love


to smash these walls of houses holy


and rape the word of god!!"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Lamento, uma vez mais, não poder partilhar o optimismo de ano novo. Porque não acredito que irá ser diferente, porque sei que irá ser igual aos anteriores. Porque a raça humana não se arrepende e sei que apenas podemos mudar a nível individual.

Dedico a 2014 uma música que lhe vai assentar perfeitamente!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Creio que o Nazareno, na sua infinita sabedoria, se esqueceu de nos avisar o quanto inútil se torna antecipar o paraíso ou o inferno. Talvez por preguiça ou por mero desprezo pela humanidade, o paraíso ou o inferno são apenas um e único local.

São a mesma morada para todos nós, mas o maior sarcasmo divino reside nisto mesmo; no paraíso é onde encontras tudo o que sempre quiseste, onde podes beijar e abraçar a mãe e o pai há muito mortos. É onde celebras com os teus amigos queridos, onde abraças e beijas calorosamente. Podes até, escutar as harpas nas nuvens brancas.

E o inferno é exactamente no mesmo local! Sem fogo eterno ou ranger de dentes. A suprema diferença é que todos passam por ti sem te ver. Nada. Nenhum reconhecimento. E tu agitas os braços chamando pelo pai e pela mãe, sem ser visto. Transparente. Estás, como os outros, numa nuvem branca e com uma harpa. Apenas não és escutado e não és visto por ninguém.

Talvez o Nazareno afinal, não quisesse que a verdade fosse realmente conhecida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tool,

 

Em espera por 2014 ...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

"A verdade é que eu fui muito um grande amante no tratamento com as prostitutas. As de antigamente, na minha juventude pelo menos, tinham uma espécie de sabedoria, uma experiência da vida que não encontrei em nenhuma outra parte. Eu frequentava-as muito na Romênia, e aprendi muito, porque me agradava falar com elas. Bem, não só falar, é claro! Na minha breve temporada como professor de instituto falava aos meus alunos que não queria vê-los pelos bordéis a partir das nove da noite: nesta hora começava o turno dos professores… Certa noite, uma disse-me que o seu marido acabara de morrer. Era jovem, bonita. Disse-me que quando fazia amor com alguém via o cadáver do marido na cama, a seu lado. Deve-se ir aos bordéis para escutar coisas tão profundas! Por mais duvidoso que seja esse romantismo, sempre se aprende algo." EMIL M. CIORAN



Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje, mais uma vez,

 

o mundo pode foder-se, rebentando os miolos!!!



Autoria e outros dados (tags, etc)






topo | Blogs

Layout - Gaffe