Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 Estar próximo do abismo traz as memórias de um passado ainda pouco distante. Não sinto necessidade de justificar nada. Tudo o que aceitei  vai deixando marcas desgraçadamente presentes. E no entanto nada se compara ás palavras escutadas quando tudo parece perdido. Quando começar de novo se parece com um sonho distante. Uma utopia de cores inexistentes.

 

Por vezes basta um tremor na voz do julgamento. A não aceitação daquele caminho escolhido, por entre tantos outros, porque razão aquele caminho? E eu tenho chegado perto do abismo. Do meu abismo. E por cada visão próxima, vou morrendo um pouco mais. Porque só assim se justifica esta cadência e necessidade de escuridão. Manter a recusa da satisfação ( ainda que breve e apaziguadora ) porque o pensamento está sempre no dia de amanhã. No que irá ser e poderá acontecer. De novo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Rii* a 31.07.2016 às 12:56

obrigada pelo teu comentário, por vezes as palavras andam perdidas por ai e não querem construir frases para um texto.
assim como o cansaço por vezes vence a minha alma e não me deixa fazer nada.

Comentar post







topo | Blogs

Layout - Gaffe