Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Sei que tatuar assim a minha carne, revelará apenas a face da tragédia. Mas é preciso. É melhor sentir a dor completa, do que navegar para um vazio. Permanecer imóvel. Gelado, pela sordidez do que me rodeia.

Corto. Sozinho. Sulcos profundos, como qualquer campa escavada.

Apresento as cicatrizes, tão humanas e desesperadas pela ignorância. Pela raiva e nojo.

Na solidão, torna-se fácil. Torno-me artesão de uma existência pintada com sangue. O meu. Em golpes que nunca fecharão.

Tags:







topo | Blogs

Layout - Gaffe