Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



The War is on!

 

A Guerra continua!

 


5 comentários

Sem imagem de perfil

Anónimo 07.07.2013

Maldiz a plataforma e insiste em ficar. Burrice declarada. Vá-se! Seja coerente. Há aqui o que o prende e não admite? Estranho. E doentio. Você é doente. Social e psicologicamente dependente de atenção. Um caso interessante de estudo. Após aturada leitura concluo.
Imagem de perfil

Fleuma 07.07.2013

Das suas habituais tiradas por este blog eu normalmente não respondo. Uma falta de interesse e muito nojo são motivos claros. No entanto e porque hoje me apetece chafurdar na sua imundíce frustrada, vou dar-lhe o previlégio de algumas palavras.

Só posso atribuir a sua proveniência, seja como anónimo asqueroso, seja como desconhecido defensor de donzelas(!??) tristes, ora a uma mesma e única pessoa, que nunca se cansa de sua incapacidade para despertar em mim outra emoção que não seja absoluto desprezo e distância e regularmente por estes lados vai surgindo e assumindo vários nomes, último dos quais como sendo uma jovem linda e loira que estudava na universidade católica e muito dedicadamente religiosa. Como se a dita universidade aceitasse alguém com um coeficiente de inteligência inferior ás pedras! Creio que a dita criatura tirou grande satisfação dessa mentira, nunca imaginando como passei ao lado e como me enfadou.
Ou então, o caro anónimo é apenas mais um relicário pertencente ás listas de certas ovelhas e nada mais inteligente encontra para fazer do que ajoelhar e lamber as palavras que aqui escrevo, com a ténue esperança de uma luz para a sua imunda existência!

Seja como fôr, caro macaco(a) amestrado (a) eu digo o que quiser desta plataforma! É verdade que é na sua maioria igual em práticamente todos os blogs. Todos falam igual a si . Todos pensam ser escribas e todos se esquecem de ter uma vida real.
Pois tem razão, mas eu ainda não me fui embora porque me tem sido repetidamente pedido para que permaneça, por pessoas que eu respeito e como pode ter observado, após aturada leitura, eu sigo alguns blogs que são verdadeiramente interessantes e que me levam a ter alguma esperança que não existem apenas cretinos e incapazes como você e a sua estirpe. Nos últimos dias fui adicionado e tenho adicionado alguns blogs realmente brilhantes. Isto a juntar a uns poucos que me orgulho de seguir e que me seguem. Existe esperança, caro anónimo! A vida não é apenas a sua pocilga imunda.
O que me prende aqui, gostaria de saber, não era caro anónimo? Se calhar é porque gosto de criaturas estranhas e doentias, como eu ... retire a cabeça do esterco e respire! Pode ser que adivinhe.

"Social e psicologicamente dependente de atenção", nesta frase todo um universo de ignorância, imbecilidade e cancro mental. Só pode saber se eu sou socialmente dependente de atenção se viver ao meu lado, se passear comigo, se dormir comigo ou se fôr a minha cadela de estimação. Não é nem uma nem outra ( embora a postura de cadela submissa seja mais o seu tipo), portanto está errada a frase. Quanto ao psicológicamente dependente, não o somos todos, caro anónimo? A diferença é que eu só deixo que me fodam psicológicamente quando quero. Só me torno dependente de quem realmente me sabe foder psicológicamente. Enquanto você, caro anónimo, tem uma vida de sonhos, secretas paixões nunca correspondidas e uma enorma falta de amor próprio. Nasceu para servir, não para ser servido. Vitíma.


Sem imagem de perfil

Anónimo 09.07.2013

Estimado Fleuma o meu comentário foi direto á ferida percebo. De homem para homem o que faz. Enxovalha aqui alguém que o magoou. A revolta e essa fraqueza é percetível quando expõe a sua opinião atrás humilhante para a julgarem. Afinal sou eu. Um seu criado e outro homem, não a mulher que julga. Tenho idade para ser seu pai. Ando leio este, aquele, observo e raro me manifesto. Interessou—me a sua raiva, mas não o tenho por covarde maugrado a sua ação diga o contrário. Que não me tenha respeito e ofenda aceitarei. Prepondere se o comentário deve continuar ali sabendo você o que sabe. Posso dar-lhe referências de quem sou. Em privado, caso as solicite. Custa. Percebo que custa. Já vivi muito. Vou mais longe e asseguro. Essa mulher vai consigo para a cova. Nunca vai esquecê-la pelo que ainda o fere e deixa intranquilo mas pelo orgulho ferido. Passe um pano nisso. E passe bem amigo. Pense no que disse. Aguardo contacto caso queira mais esclarecimento sobre a minha pessoa. Basta por aqui uma dica. Saberei entender o que pede.
Imagem de perfil

Fleuma 09.07.2013

Estranho, que mesmo apesar de tudo, insista em aqui voltar. Apesar de toda a aversão e defeitos que aqui encontra, volta sempre, não é? Não consigo deixar de achar que ter razão se torna realmente enfadonho. Pelo menos no que se refere a si.
No entanto, apenas mais umas pequenas considerações para que finalmente deixe de lhe dar importancia e o envie para a obscuridade. Sua e dos que o rodeiam.

A) Eu não tenho qualquer interesse na sua opinião, mas quem insiste em aqui entrar é você. Os seus comentário não vão directos a nenhuma ferida, porque é ignorante e malformado sobre mim. Seria de grande fausto seu se evitasse falar sobre o que não sabe.
B) Enxovalho quem assim merece. Mas, mais uma vez está longe de imaginar quem seja. Não é concerteza a nobre beata que tanto gosta. Isso sim, a verdade. Não tenho qualquer problema em ser magoado e como já deve ter percebido, até me dá prazer! Mas isso são coisas minhas, doenças.
C)Se fosse meu pai, retirava-se e respeitava opiniões diferentes. Parece-me bem que esse é um conceito abstracto para si, bom anónimo.
D) Pouco me importa se me acha cobarde. Ou não. Cobarde é quem se intitula anónimo e não consegue entender porque razão é obra de tanto ódio e desprezo.
E) Referências dão-se aos amigos. Coisa que acho raro e coisa que não quero partilhar consigo ou com a sua laia. Porque isto não é um prostíbulo, nem privado nem publico. Eu decido a quem dou referências e creio que se me visse cara a cara, provávelmente se iria arrepender toda a vida. Deixe estar assim. Fique antes com a beata. É mais saudável.
F) Eu tenho uma paixão por uma mulher e ela por mim. Algo muito fora do que você e a sua prole poderão imaginar. Creio que é aí que reside o erro de muitos. Mas continue a achar o que quiser em relação a quem quiser. Tudo o que pensa ser orgulho ferido, intranquilidade ou esquecimento em relação a outra mulher que não seja quem eu quero, é apenas ódio de estimação, vontade de espezinhar mesmo sabendo que a ovelha se encontra à morte e sistemática confirmação do que sempre pensei.

Quer uma dica? Não volte aqui! E por favor, não me chame amigo. É coisa que não sou.
Tenho respondido porque me diverte. Você e alguns mais. Mas tenho pouca vontade de rir, por isso, acabou o tempo.

Comentar post





Arquivo

  1. 2020
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2019
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2018
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2017
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2016
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2015
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2014
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ
  92. 2013
  93. JAN
  94. FEV
  95. MAR
  96. ABR
  97. MAI
  98. JUN
  99. JUL
  100. AGO
  101. SET
  102. OUT
  103. NOV
  104. DEZ
  105. 2012
  106. JAN
  107. FEV
  108. MAR
  109. ABR
  110. MAI
  111. JUN
  112. JUL
  113. AGO
  114. SET
  115. OUT
  116. NOV
  117. DEZ
  118. 2011
  119. JAN
  120. FEV
  121. MAR
  122. ABR
  123. MAI
  124. JUN
  125. JUL
  126. AGO
  127. SET
  128. OUT
  129. NOV
  130. DEZ


topo | Blogs

Layout - Gaffe