Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Acredito no elitismo. Na necessidade de escolher, de ter uma opinião pessoal sobre tudo e todos. Um direito meu. Por muito que tal me seja negado.

Mas a cultura comum assim não aceita. Elitismo deixou de ser uma palavra de desígnio e excelência. Uma palavra maldita e excomungada pela grande maioria das pessoas que aprenderam a aceitar o elitismo como um veneno.

Como é que tal se torna possivel? Afinal, todos os dias somos elitistas. Todos os santos dias desta merda de planeta vejo hipócritas que negam as diferenças.

Elitismo é escolher o que acho melhor para mim. Se consulto um médico procuro que seja o  de melhores referências. Cultivo aqueles que acho escreverem melhor, os que pela sua filosofia de vida mais me podem ensinar. Descardo o que considero prejudicial para a minha visão pessoal das coisas. Será isso errado?

Sou elitista e não tenho apreço nem o coração aberto ao mundo que outros tentam aceitar. Escolho os meus amigos e decidi que as minhas paixões seriam restritas, mas quero que sejam uma revelação em todos os dias da minha vida.

Aí reside a estranha ironia; todos os dias dou preferência ao que aceito e escolho. Exactamente o que fazem todas as outras criaturas deste mundo. Mas eu não me envergonho de o dizer. Não tenho receio de escolher a dedo a música que oiço, nem de vibrar com as palavras que me tocam fundo na alma. Admito o elitismo. Outros, uma vasta maioria, não aceita a palavra. Mas são.

 


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.







topo | Blogs

Layout - Gaffe