Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Diz-me que não é o ódio que faz girar este mundo, que a maior parte das gentes teme aquilo que realmente deseja e que as fará menos tristes.

Explica-me porque razão estarei errado e o amor não é uma náusea que se agarra à alma destruindo-a lentamente. Em sórdida conspiração.

Já são muitas as vezes que tentaste discordar comigo. Sem sucesso. Talvez  porque os meus olhos sejam demasiado honestos?

Mas na verdade, todos continuamos a funcionar mesmo como ruínas vivas. Decrépitas e opacas. E eu? Por acaso serei melhor? Revelo-me todos os dias, em pensamentos obscuros. Esfaqueio quem passa por mim na rua. A mente é uma maravilhosa máquina e se pudesse arrancaria a pele aos que se cruzam comigo na rua.

De qualquer forma, agradeço a tua pacata timidez e compreenção. Se calhar mereço-a, porque me tenho esforçado imenso para esticar o meu limite de tolerância à dôr. E também acho que existem algumas coisas que devem permanecer na escuridão, partidas e com os estilhaços espalhados.


2 comentários

Sem imagem de perfil

Autumn 29.09.2013

eu também acho exatamente o mesmo, pouca gente os conhece ou dá qualquer valor (no meu grupo de amigos, todos conhecem, mas ninguém gosta; é uma tristeza). mas obrigada, considero que dos melhores elogios que me podem dar é elogiar o meu gosto musical!
Sem imagem de perfil

Autumn 29.09.2013

(aliás, se não estou em erro, a única música na playlist do blog é a Suspended In Dusk)

Comentar post







topo | Blogs

Layout - Gaffe