Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 

Houve tempos em que me achava eterno. Não de corpo, esse estranho tabernáculo de sensações e dores. Mas de alma. De algo que transpirava conhecimento. Revelações. Queria obte-las. Saber mais. Uma miragem de esperança!

Que, não de forma súbita como uma estranha premonição, mas lentamente, como tudo o que se passa nesta vida, se foi desvanecendo. Mirrando. Até desaparecer.

Há uns anos conheci alguém, um negativista terrivelmente perturbador, criatura terrivelmente certa do que dizia, vitima de si mesma, mais tarde, que quando indagado sobre esta suposta eternidade me afirmou apenas isto: "Pensas que seremos eternos ? Então se a verdade magoa, prepara-te para muita dor. "

Sem muita explicação, esta demonstração verbal foi tão forte, tão monstruosamente clara, que me esmagou todos os alicerces. Frágeis, já de si.

De certa forma, ainda hoje o odeio por numa simples frase ter destruído tudo em que eu acreditava.

 Também lhe agradeço profundamente. Imagine-se viver para sempre? Num universo demente e que nos renega , por sermos diferentes. Mesmo amando outras pessoas. A nossa companheira, os filhos adorados... Imagine-se conviver com outros iguais. Para sempre sufocado por raiva. Ou até em extâse? Seria intolerável. Essa concepção atormenta-me.

Quem me lê, já percebi, fá-lo porque me odeia. Porque me sente aberração. Como estando num circo. Sim, é feroz. É grotesco. Mas está ali, enjaulado. Deixem-no assim, remoendo estas coisas. Mas que coisa!? Quem é que não quer viver para sempre!!?... Eu.


2 comentários

Imagem de perfil

vitalux 04.08.2011

A monotonia dos dia tem esse efeito sobre nós.Repetição monocórdica, queimando tempo que é nosso e que se perde dia após dia.O desejo de ser diferente é como pincelada que destoa da tela, sintonia impossível e que inevitavelmente isola do mundo real.Participar é ir ao encontro do meio.É verdade que podemos alterá-lo mas isso só acontece se realmente pudermos entendê-lo.
Imagem de perfil

Fleuma 04.08.2011

Discordo. Nunca falei em monotonia, e já há muito que deixei de aceitar a repetição na minha vida, por isso sempre lutei para evitar perder o meu tempo. Com coisas inuteis. É o desejo de ser eu próprio, com todas as consequências , que me torna diferente.
Não sou autista. Não vivo numa esfera, longe de tudo. Conheço bem o meio onde ando. Tiro proveito dele e aproveito o que me vai fortalecer.
Se por isso detoar na paleta, lamento

Comentar post





Arquivo

  1. 2020
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2019
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2018
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2017
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2016
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2015
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2014
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ
  92. 2013
  93. JAN
  94. FEV
  95. MAR
  96. ABR
  97. MAI
  98. JUN
  99. JUL
  100. AGO
  101. SET
  102. OUT
  103. NOV
  104. DEZ
  105. 2012
  106. JAN
  107. FEV
  108. MAR
  109. ABR
  110. MAI
  111. JUN
  112. JUL
  113. AGO
  114. SET
  115. OUT
  116. NOV
  117. DEZ
  118. 2011
  119. JAN
  120. FEV
  121. MAR
  122. ABR
  123. MAI
  124. JUN
  125. JUL
  126. AGO
  127. SET
  128. OUT
  129. NOV
  130. DEZ


topo | Blogs

Layout - Gaffe