Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 

No meu mundo não respiras. Não tens nada!

No meu mundo, definhar, não é mera palavra

Neste mundo, sangras, mortificada

Pela minha mão, é a escuridão que te ama.

 

Não há anjos, nem demónios

O meu mundo é frio, inóspito

Não existem esperanças, de salvação

Porque não acredito. Não acredito!

 

Por meras migalhas de pudor,

Possa acreditar, que me entrego

Para depois, em cruel extâse,

Olhar para trás, e odiar.

 

Nunca direi obrigado!

Jamais me prostrarei!

Nada mais quero,

Do que o fim! Por fim!

 

 

 

Tags:


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.







topo | Blogs

Layout - Gaffe