Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 

 

Por mais que seja negado, todas as ocupações a que nos dedicamos, por mais inocentes que pareçam ou até, por mais altruístas que as sonhemos, não deixam de ser passatempos para aturamos os outros e suportarmos a vida. É estritamente necessária uma dose colossal de entusiasmo para criar a capacidade de ilusão necessária que assim consiga alimentar alguma motivação de vida. Para que a existência prossiga o seu curso.

 

Creio que isto é particularmente agudo, no esforço feito por certas criaturas de bom porte, para se alhearem do vazio angustiante que é a sua realidade nua e crua. E no fim, quando todas as contas e rosário são desfiados, noto sempre que as expectativas que lançaram e voltarão a lançar, ficam sempre acima dos resultados reais. Inevitavelmente.

 

A super valorização que reina entre " criaturas de bom porte ", cuja moral sempre me deu imensa vontade de rir, acaba em si, por ter apenas um único objectivo: penosa auto preservação!

 

E esta é uma das mais fortes características da raça humana. Que insiste na necessidade de vida a qualquer custo. Uma força que se cimenta em auto-enganos. Mesmo que nem todos partilhem da ideia do quanto toda esta patranha é um engano, no mínimo, deveria haver o reconhecimento sincero da estranheza de tudo isto.


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.







topo | Blogs

Layout - Gaffe