Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 

 É sempre intensamente recompensador conseguir desfrutar do manancial que escorre da fonte  da previsão. Da capacidade que desperta reações antecipadamente previstas. Ora porque existe quem não consiga deixar de ser previsível ora porque outros são como crias domesticadas cujos sinais de reação são perfeitamente conhecidos e desde logo, manobráveis.

 

As reações e indignado arquear mental que certas massas cuspiram ao meu uso da palavra "NÓS!" tem sido deveras interessante. Previsto, mas curioso. Um crispar  estranhamente moralista nos primeiros momentos, para depois se converter num assobio de indignação quase infantil. Isto vindo de criaturas adultas. Supostamente adultas e independentes.

 

Sabia que a maldita palavra "NÓS!" não seria compreendida ou aceite. Muito menos vindo de mim. Por estupidez e falta daquele arrojo mental que suscita pensamentos mais claros. Longe da habitual ladainha miserável que gravita na normalidade de criaturas que me são inferiores. Lamento ter de escrever isto, mas eu esperava um pouco mais de criatividade. Assim não foi.

 

Não vou explicar o que a palavra "NÓS!" quis pontuar e assinalar. Cristo em fuga! Se assinalou e martelou! Creio que os danos foram extensos e não apenas entre a turba incestuosa, mas mesmo em outras "esferas", aqui sim, surpreendente.

 

Percebo a surpresa. Afinal e por norma estou só. Tem sido desta forma desde que cheguei a este poiso. Ao longo de mais de cinco anos que aqui permaneço nem sequer cheguei aos 30 seguidores! Diz algo, esta situação. Sei que não sou uma criatura fácil de mastigar e muito menos engolir. Os poucos que me seguem aprenderam a lidar comigo não porque sejam iguais a mim. Sequer parecidos. Diferentes mas também duros e muitas vezes terrivelmente incisivos e implacáveis. Nada próprios para palmadas nas costas e muitos menos diáfanas amizades que minam  a maioria. Uma vez mais e lamentando, uma minoria é predadora. A outra? Possível vitima por incapacidade.

 

A ironia das ironias com a indignação da palavra "NÓS!" e arrufos de nojo é uma joia preciosa que eu nunca desprezo. Não senhor! Nem pensar, santa temperança mental!

 

Pois então que tanto se falam de lobos sem nunca ter visto um que seja cara com focinho! Tanto se elogia e se afirma ser uma cópia desse mesmo - repito sem nunca se ter visto um que não seja na televisão - em solidão e esquecimento. Esquecendo que não vivem sós mas em matilha. Preciosa joia, vindo de quem se habituou a "caçar" em grupo e sempre, mas sempre regressava para o meio deste quando a punição se tornava intolerável. 

 

Como pode a palavra "NÓS" ser algo tão macilento e amargo entre criaturas cuja a mente espelha claramente e sem manchas a ovelha? Porque grupo é o barro da sua vida. Porque não uivam ou rosnam. Só conseguem balir, senhor! Indignam-se balindo, santa prudência!

 

Não há coletivo. Há apenas  uma aversão ao excessivamente estúpido e ignorante. Ódio a quem promete e não cumpre. Não deduzindo o óbvio: o respeito tem de ser merecido. Não forçado.

 

Pequena nota de altruísta conquista para a doce palavra "NÓS!": 

 

- encontrei o método para libertar este palheiro de um pequeno parasita que se havia insinuado sem a minha permissão. Deveria, seria mister que o fizesse, louvar as galáxias distantes em suas viagens sem fim. Mas não. Não foi assim tão difícil. 

 

 


15 comentários

Imagem de perfil

Fleuma 27.02.2017

Só para terminar o que já vai longo, fez um link para o meu blog e acabou de me demonstrar que não percebeu rigorosamente nada da minha ironia sobre o papai e o holograma!

Como é possível ser tão básico? Como??

Desisto!

E o abraço está aceite.

Uma vénia!
Sem imagem de perfil

Isa 27.02.2017

ahahahahahahahahahah!

Acredita-me: há um número razoável de pessoas que já se fizeram essa pergunta. A si próprios e a outros, sem obterem uma resposta. Nada. Nicles.

Não te preocupes, que esses ("nós"), esperamos que saias dessa estupefacção.
Calma. Nada de pressas...

:))


Fui!

Comentar post





Arquivo

  1. 2021
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2020
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2019
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2018
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2017
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2016
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2015
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ
  92. 2014
  93. JAN
  94. FEV
  95. MAR
  96. ABR
  97. MAI
  98. JUN
  99. JUL
  100. AGO
  101. SET
  102. OUT
  103. NOV
  104. DEZ
  105. 2013
  106. JAN
  107. FEV
  108. MAR
  109. ABR
  110. MAI
  111. JUN
  112. JUL
  113. AGO
  114. SET
  115. OUT
  116. NOV
  117. DEZ
  118. 2012
  119. JAN
  120. FEV
  121. MAR
  122. ABR
  123. MAI
  124. JUN
  125. JUL
  126. AGO
  127. SET
  128. OUT
  129. NOV
  130. DEZ
  131. 2011
  132. JAN
  133. FEV
  134. MAR
  135. ABR
  136. MAI
  137. JUN
  138. JUL
  139. AGO
  140. SET
  141. OUT
  142. NOV
  143. DEZ


topo | Blogs

Layout - Gaffe